terça-feira, 8 de março de 2011

Longa vida ao "domene lusitanica"

O  "domene lusitanica"

Andava a bióloga portuguesa Sofia Reboleira a calcorrear a Serra do Sicó, tipo Capuchinho Vermelho a levar o lanche à avozinha, quando lhe apareceu não o Lobo Mau, com uns olhos grandes (para a ver bem...), umas orelhas grandes (para a ouvir bem...) e uma boca grande (hmmm...para a papar?), mas sim um "domene lusitanica". 
Cruzes canhoto!
O "domene lusitanica", nestes tempos de avanços tecnológicos e científicos tão auto-elogiados pelo actual governo, deveria ter sido baptizado como "socratus pinoquius" em honra do grande líder da Nação. 
 "É o primeiro escaravelho estafilinídeo cavernícola de Portugal Continental, ao qual foi dado o nome científico  Domene Lusitanica, em alusão à sua restrita distribuição geográfica, confinada às partes profundas da Serra do Sicó", disse à Lusa a bióloga Sofia Reboleira. 
Oh pá, nunca mais irei entrar numa gruta como até agora. Já nem os piqueniques voltarão a ser como eram, com umas formiguinhas a pilharem umas migalhitas. A partir de agora terei de estar atento a esta terrível  criatura de mau aspecto, um autêntico  "escaravelho predador, despigmentado, carece de verdadeiros olhos e asas e tem o corpo alongado". 
Como se poderá confiar numa criatura assim? Eu não, tenho muita pena. 
Tal como o nosso primeiro-ministro, este escaravelho tem a particularidade de não existir em nenhuma outra parte do mundo o que, segundo a bióloga (a propósito do monstro e não do PM)  "coloca grandes desafios em termos de conservação".
Apesar de me preocupar muito mais a situação do lince ibérico prometo ter muito cuidado em não pisar um "domene lusitanica".
Só a tiro...:P

Sem comentários:

Enviar um comentário