sábado, 9 de abril de 2011

O ESQUELETO PRÉ-HISTÓRICO maricas

Coitado do esqueleto que ficou com fama de gay...

Há coisas do arco da velha. Uma equipa de arqueólogos andava a esgravatar a terra, como as galinhas, e, voilá, descobriram um esqueleto. Até aqui tudo bem. O que mais há são montes de ossos enterrados por todo o lado. Às vezes estou a comer e atiro pela janela os ossos de uma galinha ou de um coelho. Daqui a milhares de anos os arqueólogos vão ficar baralhados quando descobrirem os restos mortais misturados e vão fazer teses sobre teses, garantindo que os coelhos punham ovos e as galinhas tinham orelhas grandes e eram peludas...Puxa, que confusão...
Bem, voltemos à República Checa e ao esqueleto. A dra Katerina Semradova andou a vasculhar os ossos da pré-histórica criatura e mesmo sem encontrar a carteira dele com o cartão do cidadão determinou que o senhor já não era um jovem da "geração à rasca" mas um idoso com 4.500 ou 4.900 anos...Mas esta arqueóloga além de esperta resolveu violar a privacidade do ossudo defunto e o que ela foi descobrir? Que o Homem era homossexual, imaginem! Na minha célebre ingenuidade ainda pensei que o esqueleto tivesse algum pirilau enfiado onde não devia. Era uma hipótese. Mas, além de estar sozinho, os pirilaus, como muita gente deve saber, não tem osso, algo que não sei se é uma vantagem ou uma desvantagem à medida que os anos passam, e sem osso não há vestígios de pirilaus depois de uns anos debaixo de terra. Além disso o esqueleto encontrava-se sozinho. Mau. Então como pode a distinta arqueóloga do nome esquisito concluir que encontrou um maricas que engolia a palhinha? Um pormenor mais: de palhinhas nem pó...
Segundo ela, naquele tempo os homens eram enterrados sobre o seu (deles) lado direito e com a cabeça virada para oeste e as mulheres sepultadas com a cabeça virada para este (ponto cardeal). Ora este milenário sujeito estava sobre o lado esquerdo e com a cabeça virada para oeste. Que confusão...
A partir destes dados, a dra xpto não foi de modas: "Este gajo é maricas porque está deitado ao contrário do que devia". 
Não será precipitado julgar a opção sexual de cada um pelo modo como está morto e enterrado? Eu acho que sim. E digo mais, eu, que não só arqueólogo: o esqueleto podia ser canhoto e dar-lhe mais jeito estar morto sobre o lado esquerdo. Ou não? E agora o pobre do carga de ossos não se livra da fama de gay...



Sem comentários:

Enviar um comentário