sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

SONHAR com FANTASMAS !


Sonho muito todas as noites (mais de dia porque me deito muito tarde). Os meus sonhos são autênticos "filmes" com guiões complexos e elaborados. Não é raro acordar, ir fumar um cigarro, comer ou ir ao WC voltar para a cama e retomar o sonho ("filme") na cena onde o deixara e continuar até ao final. Só falta mesmo as palavras The End no final, antes de despertar definitivamente. Também há os pesadelos, obviamente, e não são poucos. Geralmente envolvem guerras ou algum incidente com os meus gatos. Acordo exausto nestes casos. Vocês querem é saber se sonho com gajas e como são essas fitas...Pois é, não confirmo nem desminto...Imaginem vocês. Há uma semana, mais ou menos, "passei a noite" com a "mais-que-tudo". Hmmm! Soube bem. Acordei a chilrear como uma andorinha a regressar na Primavera...Nada de pormenores, obviamente. Apenas nós os dois sabemos o enredo. 
Esta noite, porém, aconteceu-me uma originalidade: sonhar com fantasmas. É verdade. Vinha por um longo corredor verde, com um casaco de cabedal pelas costas, e sempre que chegava mais ou menos a meio dele o "fantasma" roubava-me o casaco e depois lá andava  eu a correr atrás dele pela casa fora para recuperá-lo. Mas que  raio de sessão esta com um "fantasma" a obrigar-me a persegui-lo durante toda a santa noite. Arrrghhh! Como era essa "alma do outro mundo"? Não posso descrevê-la. Nunca a via. Sei que acordei gelado mas isso deve ter sido de ter pouca roupa na cama e deixar a janela aberta. Com os cabelos em pé também é usual andar. 
O casaco, esse, continua pendurado atrás da porta...

PS-Se algum(a) intérprete de sonhos ler isto faça favor de me dizer...Obrigado!

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

A BRITNEY gosta de "coisar" ! E depois?

Andam milhares de revistas por esse Mundo fora a explorar um assunto simplesmente banal: A Britney Spears gosta  de "coisar". Nem mais. A notícia,  na óptica do jornalismo sério seria: A Britney Spears detesta "coisar" e está sempre com dores de cabeça. 
A bela e sensual loira cantora americana, segundo um seu ex-segurança, organiza orgias sexuais por todo o lado por onde passa, tanto com homens como com mulheres, e ainda em "saladas de frutas" para todos os gostos e paladares. 
O Flores, nome de masculinidade duvidosa do ex-segurança, publicou um livro onde detalhou a vida sexual de Britney Spears. Porquê? Talvez por despeito dela nunca o ter convidado para aqueles "banquetes" e ficar a jogar "bilhar de bolso" enquanto ela e os amigos/amigas punham as hormonas em dia. 
Numa idade em que alia a frescura da juventude à sensualidade de uma mulher madura, Britney Spears está no seu pleno direito de não se comportar como uma Eva na posição do missionário, submissa a Adão, mas sim como uma Lilith cujos gemidos bíblicos tanto incomodaram Deus que Este correu com ela do Paraíso, para descanso de um "esposo" sem pedalada para as "cavalgadas" da ardente parceira do começo dos Tempos, enfiando-a no Inferno, onde Satanás a acolheu como a mais escaldante "brasa" do seu recanto ardente.
Britney, vai por mim, não ligues às más e conspurcadas línguas. Quando vieres actuar aos meus sítios estás à vontade. Manda-me um mail, dá-me um toque, faz um sinal de fumo que nós cá nos "entendemos". "Nós" sem outros gajos, claro...As amigas tudo bem...Até um dia destes e manda o Flores apanhar gambuzinos ou onde ele quiser...

domingo, 15 de janeiro de 2012

A DESAPARECIDA...APARECEU !


A desaparecida, finalmente, apareceu. Já não era sem tempo. Em boa hora chegou. Andava murcho e cinzento...à beira de uma depressão cognitiva, sensitiva, objectiva e pelos sintomas também juízo-facultativa...
Mas das trevas da ausência fez-se luz da presença. Graciosa. Única. Mais-que-tudo e sobretudo de alguma-coisa. 
Hoje tivemos uma longa conversa via telemóvel. 
"Drimmm, drimmm, drimmm", tocou o meu. Atendi. Do outro lado uma voz lânguida, rouca: "Oláááá!". Respondi: "Alôôôô", no tom mais carinhoso que se pode arranjar quando se acaba de despertar. "Txoc!". Desligou-se o telemóvel. Acabaram-se os mimos...Até quando?... 

sábado, 7 de janeiro de 2012

DESAPARECIDA !

A "MAIS-KE-TUDO" está desaparecida desde 29 de Dezembro. Apareceu e desapareceu fugazmente nesse final de tarde escuro, frio e brumoso e não voltou a dar sinal de vida. Nem no Ano Novo me deu qualquer toque. Não que a "MKT" estivesse com saudades. Era só para me contrariar porque sabe que eu detesto, odeio e abomino essas reuniões cínicas da Passagem do Ano. O que lhe terá acontecido? Será que aquela história do "Ou Ela ou Eu (Ela)" acabou como Ela pretendia? Sem Ela para Ela ficar com Ele? Consta que as discussões entre Eles eram terríveis e por pouco não acabaram na primeira página do "Correio da Manhã" com o título "Ela mata Ele porque Ele não aceitou Ela em vez da Ela. A única. 
Também corre por aí, e especialmente por aqui, que noutro Lar Doce Lar outrora na Paz do Senhor houve cobras por lagartos, ou mais concretamente, frigideiras e panelas pelo ar e pela tola. Ela fervia de ciúmes quando Ele osculava Ela lasciviamente mesmo à frente d' Ela e do "Menos-Ke-Tudo=Zero". Uma testemunha ocular, mais precisamente binocular porque estava a ver o foguetório de 31 para 1, garantiu-me, jurando por tudo o que lhe era mais sagrado (a sogra com quem vive depois de a esposa o ter  abandonado e o lugar cativo no estádio do SLB) que os vira, Ela e Ele, colados   um ao outro entre um camião de mudanças e um carro funerário estacionados atrás da igreja, com Ela a acariciar-lhe dengosamente a careca cheia de galos dos tachos, frigideiras, panelas e varinhas mágicas atiradas sem dó nem piedade pela outra Ela a espumar de ciúmes...
Nenhuma destes boatos, entre muitos outros, ainda foi confirmado pela própria. Só pelos próprios...
E eu por aqui à espera desde o ano passado. Ignorado. Se alguém tiver alguma informação plausível é favor contactar-me.Ela é mais ou menos (para mais) como a senhora da foto acima. Obrigado! 

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

A primeira voz de 2012

Nunca gramei o Fim do Ano. Ninguém me pergunte porquê. Nem eu próprio sei qual o motivo desta profunda aversão pelo raio desta data. E que ninguém me chateie na véspera ou no dia de Ano Novo. 
Fui à janela para ver os foguetes e o fogo-de-artifício às 12 badaladas da meia-noite. Nada. Nem uma luz riscou os céus. Tempos de crise. No entanto, em vez dos estampidos ouvi a voz tonitroante da Dª Olga, uma das figuras mais castiças e simpáticas do meu sítio e pela qual nutro um carinho muito particular. Ri-me com os sons que saiam da boca dela, os quais superariam em volume o estoiro de qualquer "latada" pirotécnica que estivesse por perto. 
Sem o saber, a Dª Olga conseguiu algo quase impossível: fazer-me sorrir na noite do ponto final anual...

Estamos lixados...e agora?




Já sabemos, lemos e escrevemos milhares de vezes que o Presidente da República, Cavaco Silva, é um papa-reformas sem competência para o lugar e está rodeado de amigos de probidade suspeita;
Já sabemos, lemos e escrevemos milhares de vezes que a Assembleia da República é um antro de oportunistas que legisla em proveito próprio; 
Já sabemos, lemos e escrevemos milhares de vezes que o Governo governa-se em vez de governar;
Já sabemos, lemos e escrevemos milhares de vezes que Passos Coelho é um inapto que se formou aos 37 anos; 
Já sabemos, lemos e escrevemos milhares de vezes que José Sócrates era um mentiroso compulsivo e liderou uma quadrilha que afundou Portugal na bancarrota;
Já sabemos, lemos e escrevemos milhares de vezes que a presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves, se reformou aos 42 anos; 
Já sabemos, lemos e escrevemos milhares de vezes que a classe política é corrupta;
Já sabemos, lemos e escrevemos milhares de vezes que este regime político necessita de revisão total, desde a Constituição da República ao sistema eleitoral; 
Já sabemos, lemos e escrevemos milhares de vezes sobre as ligações dos partidos aos grandes escândalos nacionais; 
Já sabemos, lemos e escrevemos milhares de vezes que é preciso mudar Portugal. 
E agora?

PORTUGAL À RASCA!




O ano de 2011 foi de desperdício para um Portugal cada vez mais à rasca. Várias foram as oportunidades de pelo menos pressionar um sistema político gasto, desfalecido e sem energia, ideias e soluções para relançar o País na senda do progresso e do bem-estar social. 
Entramos em 2012 com perspectivas bem mais negativas das que sonhávamos quando nos despedimos de 2010. Mais pobres, mais desempregados, mais desesperados e muito mais distantes da média europeia. Pior. Perdemos a independência para uma sombria e obscura Troika e o euro escorre esvaído e inseguro por entre os dedos agiotas de uma União Europeia a desfazer-se como areia levada pelas ondas do mar.
Elegemos Cavaco Silva para um segundo mandato como Presidente da República. Uma inutilidade. Saiu de cena pela esquerda baixa o famigerado José Sócrates para ascender ao trono um Passos rápido como um Coelho a reproduzir infindáveis ninhadas de medidas de austeridade. 
Ante este cenário aterrador de um apocalipse económico e social anunciado, por várias vezes o povo saiu à rua, calmo, sereno, repetindo até à náusea slogans rimados velhos e relhos, sempre ordeiro, sem passo trocado, enquadrado pela Polícia atenta, vigilante e também infiltrada, uma multidão sem qualquer centelha de indignação, a fazer lembrar as colunas de judeus alquebrados e submissos a caminho dos vagões que os transportavam para os fornos da II Guerra Mundial. 
O "sistema" político, desde o PR aos partidos e dos deputados às centrais sindicais, nenhum destes tentáculos do polvo desta espécie de Democracia quer ondas nas vagas das multidões. E estas obedecem às vontades soberanas das oligarquias. 
Não houve nem há no horizonte uma reunião expontânea com o ferrete da revolta pelos roubos legalizados do Governo e da Assembleia da República, uma contestação que faça tremer os alicerces desta III República que esmiufra os cidadãos, uma concentração que obrigue tudo e todos a repensar este status pérfido. 
Uma ida à consulta aumentou mais em termos percentuais que um bilhete de cinema. Este é só um exemplo da panóplia de extorsões do Governo aos governados. Medidas revoltantes apadrinhadas por um Presidente da República cúmplice destes logros eleitorais. E qual a reacção popular aos assaltos a que é sujeito? Umas "marchas" até São Bento depois devidamente autorizadas pelas autoridades. 
Mesmo estes grupos facebookianos de "descontentes" acomodaram-se às lamentações e às lamurias. Ao invés de estimularem a acção objectiva e pressionante sobre os órgãos de soberania que não cumprem o seu dever de servir os cidadãos em vez de se servirem dos cidadãos distendem-se em divagações vazias de qualquer sentido prático. Até os próprios governantes estão admirados com a ausência de contestação social...
Assim não vamos lá !