terça-feira, 12 de abril de 2011

10 de JUNHO é DIA DE PORTUGAL porquê?

10 de Junho será o dia do "Arrastão"?


Nunca percebi, e continuo a não perceber, a razão pela qual o 10 de Junho é o Dia de Portugal. Por mais que esgravate nos livros de história não consigo encontrar nada de especial que tivesse acontecido a 10 de Junho de um ano qualquer, a não ser algumas finais da Taça de Portugal no Estádio Nacional. 
No entanto, quer a Ditadura quer a Democracia estão unidas umbilicalmente pelo raio daquela data. 
O rei Afonso Henriques não bateu na mãe em 10 de Junho, Portugal não se tornou independente em 10 de Junho, a Restauração não foi em 10 de Junho, a República não foi proclamada a 10 de Junho, o Estado Novo não foi implantado a 10 de Junho, o 25 de Abril não foi a 10 de Junho, a Senhora de Fátima não apareceu aos pastorinhos a 10 de Junho, os santos populares não são a 10 de Junho, Cavaco Silva não nasceu a 10 de Junho, José Sócrates vai ser corrido antes, em 5 de Junho, o Magalhães não foi inventado em 10 de Junho, o Eusébio não nasceu a 10 de Junho, nem o Cristiano Ronaldo ou o José Mourinho, o Pinto da Costa já não recebe árbitros em casa a 10 de Junho, o Luís Filipe Vieira nunca apaga as luzes a 10 de Junho, o FMI não chegou a 10 de Junho, o meu aniversário não é a 10 de Junho, então por que raio o Dia de Portugal é a 10 de Junho? É um Barreto, perdão, um barrete que nos querem enfiar. Vão gozar com o Camões...

4 comentários:

  1. Caro

    Luis Vaz de Camões faleceu a 10 de junho de 1580

    Cumprimentos
    Sérgio

    ResponderEliminar
  2. Claro que o autor sabe que camões morreu a 10 de Junho de 1580, mas eu também não entendo por que raio temos o dia da morte de um poeta como dia de Portugal. Ou melhor, sou capaz de entender. Nós somos um país de poetas, vivemos sempre uma realidade imaginária. É por isso que não encaramos a vida pelo lado do real, do concreto e vamos sonhando embalados em cantigas. Cumprimentos.

    ResponderEliminar
  3. Porque Os Lusíadas é o poema épico de Portugal. E o Camões andou por tudo quanto era sítio do Império, a dar o coiro (até perdeu um olho) pelo país e nem direito a reforma teve. Apenas uma esmola por ter lido o seu poema ao D. Sebastião.

    ResponderEliminar
  4. carcavelos está a ficar com a areia muito suja

    ResponderEliminar