terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

SIC suspende PLANO INCLINADO

Medina Carreira silenciado

A SIC Notícias suspendeu o programa PLANO INCLINADO, que estava no ar desde Novembro de 2009, por decisão do director do canal, António José Teixeira. O programa contava com a presença do controverso Medina Carreira, o economista que atacou sem dó nem piedade a política incompetente, descuidada e virada para os amigalhaços do Partido Socialista, do governo de José Sócrates.
Medina Carreira, no programa moderado por Mário Crespo, não se limitava a lições de retórica. Sustentava a política suicida e desleixada do governo com números, factos e gráficos. A popularidade e a linguagem afiada mas certeira de Medina Carreira conquistou a simpatia de milhares de portugueses que se reviam nas posições do ilustre economista e compreenderam, por fim, que a degradação da qualidade de vida da população em geral se deviam à máquina do Estado e empresas públicas, uma sequiosa devoradora de impostos dos cidadãos em proveito próprio, para manter ordenados faustosos e mordomias várias, como automóveis topo de gama, cartões de crédito dourados, telemóveis sem restrições e prémios de produtividade mesmo quando os organismos que administram são verdadeiros aspiradores dos dinheiros públicos.
Medina Carreira chamava os bois pelos nomes, o que obviamente incomodava os "bichos", e António José Teixeira, o director do canal, subserviente às suas simpatias socialistas e do alto da sua opinião inócua, tipo OMO lava mais branco de uma pobreza opinativa confrangedora e reveladora de incapacidade profissional para o lugar, calou uma voz que fazia comichão aos portadores dos cartões cor-de-rosa. E não só...
A Comunicação Social está agora muito mais pobre, menos democrática, mais a uma só voz, a caminho da unanimidade do velho SNI do regime de Salazar.
A Democracia em Portugal está caquética, controlada e subjugada à Partidocracia que asfixia o País e castiga quem rompe o açaime do politicamente correcto .
Até um dia !... 

Sem comentários:

Enviar um comentário