domingo, 8 de maio de 2011

CÃO à caça de BIN LADEN

O soldado e o cão, ou vice-versa,em pleno salto!


Eu bem desconfiava que os americanos só por si tinham capturado (?) ou matado (?) Bin Laden. O pobre do terrorista andava pelas montanhas do Afeganistão e do Paquistão como um mendigo sem-abrigo e a mais poderosa máquina militar do Mundo, dizem eles, procurou-o durante quase dez anos sem qualquer sucesso. Mais moroso que isto só a Justiça portuguesa...
Afinal entre os 79 "navy seals", uma espécie de "rambos" com barbatanas, encontrava-se um...cão. Quando foram largados dos "Black Hawks", uns helicópteros quase tão temíveis como os nossos submarinos, os "cowboys" de Obama foram guiados por um cão pastor-alemão (até nos caninos a Merkel tem sorte) até ao terrorista mais procurado do planeta, que vivia em condições mais degradantes que a Zona J de Chelas ou o Bairro do Aleixo, no Porto. 
Não fora o infalível faro do soldado de quatro patas, mais eficaz que as centenas de satélites que gravitam por cima da nossa tola, e no dia 5 de Junho o Bin Laden ainda assistiria às eleições portuguesas que encaminharão 250 talibãs para a Assembleia da República. Ão...ão!

Sem comentários:

Enviar um comentário