terça-feira, 7 de junho de 2011

NEM OS VIZINHOS GRAMAM SÓCRATES

...e o cão não o entende !

O "Correio da Manhã" fez uma excelente reportagem com o day after de José Sócrates depois do tsunami eleitoral que varreu o Partido Socialista do (des)governo do País. O primeiro-ministro saiu de casa de "semblante carregado". Olha a novidade. Então já viram algum "animal feroz" de semblante descarregado? Muito curioso é o pormenor de José Sócrates tomar o café dentro do carro do Estado, pago pelos nossos impostos, enquanto primeiro-ministro, servido pelos guarda-costas, assessores, secretárias ou motoristas... A justificação deste miminho é curiosa, como se depreende das palavras de um responsável da pastelaria Braamcafé: "a sua presença no estabelecimento incomodava os clientes". Vejam bem, se o PM deixava os frequentadores do estabelecimento a torcerem-se nas cadeiras imaginem como deixou os portugueses depois de seis anos de gritos, berros, urros, suspeitas, escândalos e, por fim, a bancarrota. No quiosque onde comprava jornais também não é propriamente um figura que desperte paixões. "É uma pessoa muito reservada", comentou o dono da banca de jornais. Uma maneira diplomática de o catalogar como façanhudo. Pelo menos.  Também muito interessante a opinião de um vizinho, que não se identificou, com receio talvez de alguma represália. Nunca se sabe...Para esse cidadão anónimo que tem o azar de morar junto de José Sócrates, este "é uma pessoa de trato difícil que não cultivou muitas amizades na zona". 
Pois é. Nem na zona nem fora da zona. Até perdeu as eleições em Castelo Branco, onde era cabeça de lista do partido. E no País. E na Europa já nem a Merkel o deve atender. E na Líbia o amigalhaço Kadhafi está debaixo de fogo da NATO. E na Venezuela acabaram-se as compras de "Magalhães" pelo camarada Chavez. 
A mim não me admiram nada estas reacções porque aqueles que "idolatraram" José Sócrates se tivessem de almoçar ou jantar com ele mudariam rapidamente de opinião porque o homem é uma seca maior que o deserto de Atacama. Aliás, até duvido que o melhor amigo do Homem, o cão, alguma vez abanasse a cauda por amor a ele...Ao contrário de alguns ex-camaradas...

Sem comentários:

Enviar um comentário