quinta-feira, 8 de agosto de 2013

"AS MINHAS ARMAS" - MG42


A MG-42 era uma autêntica máquina de arrasar quem lhe aparecesse pela frente. A sua fantástica cadência de tiro de 1200 (mil  e duzentas) munições por minuto alimentadas por fitas era um avanço em relação à sua antecessora MG-34 e superava inclusivamente a mais moderna HK-21. Natural da Alemanha, obviamente, a  Maschinengewehr 42, nome de baptismo e MG-42 para os "amigos", entrou ao serviço do exército alemão em 1942, na frente Leste e no Norte de África, revelando-se desde logo como a melhor e mais eficaz metralhadora ligeira da II Guerra Mundial. 
Produzida pela Metall und Lackierwarenfabrik Johannes Großfuß AG (estes nomes alemães, ai ai), a MG-42 só não contribuiu para um maior número de vitórias germânicas devido ao reduzido número saído das fábricas em comparação com as suas "inimigas" russas, americanas e inglesas. De fácil manuseamento, fiável e certeira a 1000 (mil) metros, o seu uso era apreciado pelo atirador, confiante na velocidade de saída do projéctil, na ordem dos 770 metros por segundo,
Em 1962 a MG42/59 de 7,62 mm começou a substituir as antigas metralhadoras ligeiras Dreyse m/937 como arma de apoio directo dos Pelotões de Infantaria do Exército Português. Em 1968 as MG42 começaram a ser complementadas pelas HK-21. O objectivo seria a substituição completa das MG42 pelas HK21. No entanto as MG42 foram sempre mais apreciadas pelos militares portugueses e acabaram por se manter em serviço até à actualidade.
Os americanos, impressionados com a qualidade e eficácia da MG-42, utilizaram-na como base para a concepção da M-60, embora reduzindo-lhe a cadência de tiro.

Sem comentários:

Enviar um comentário