sexta-feira, 20 de maio de 2011

Aquela máquina de SEXO...



Acho que nunca mais vou olhar como antes para um automóvel. Isto por causa de um tal Edward Smith, um  americano que  vive com a sua namorada. Até aqui tudo bem. Milhares de milhões de homens vivem com mulheres. E vice-versa. A questão substantiva que trás este caso até aqui e a muitos jornais em todo o Mundo não teria qualquer interesse se a namorada do tal mr. Smith fosse um ser de carne e osso. Mas não. Também não é uma boneca insuflável. Aposto que alguns já tinham pensado nisso. A verdade, por muito incrível que pareça,  é que a apaixonada não é uma mulher, mas sim um carro, isso mesmo, um automóvel, mais precisamente um Volkswagen Beetle, mais conhecido em Portugal por 'Carocha' e com o saboroso e doce nome de 'Vanilla' ('Baunilha').
O mr. Smith confessa assim a sua paixão: -- Eu sou um apreciador da beleza e com esta  atitude vai um pouco mais longe do que a maior parte das pessoas.
Romântico por natureza, presenteia as máquinas pelas quais se apaixona com poesias, canções e horas de conversa, como qualquer homem apaixonado faz com o objecto da sua devoção.
Diz que, inicialmente, não percebia os sentimentos que o assolavam e explica que «havia momentos em se no meio do nada via um carro estacionado, imediatamente sentia que este precisava de amor». Então, esperava que caísse a noite para o acarinhar, beijar e abraçar, avança o jornal "The Telegraph".
Smith, de 57 anos, teve sexo com um carro pela primeira vez quando tinha 15 anos e explica que nunca se sentiu atraído nem por homens nem por mulheres. É fiel às máquinas...e já "dormiu" com cerca de mil carros que o seduziram e excitaram...
A última vez que esteve com uma mulher foi há 12 anos atrás e não conseguiu consumar o acto sexual, pois, segundo o próprio afirma: «Eu sei o que está no meu coração e não sinto qualquer desejo de mudar». Faltava-lhe o tubo de escape, a alavanca das mudanças, os faróis, os assentos, os cilindros, enfim, tudo o que um homem sonha num automóvel.
Antes de "Vanilla", mr. Smith  teve uma relação de cinco anos com "Victoria", não a Beckham mas sim   um Carocha de 1969 que comprou a um casal de testemunhas de Jeová.
Porém, o seu gosto por máquinas é abrangente e não se fixa apenas nos carros. De acordo com o próprio, a experiência sexual mais intensa que já viveu foi com um helicóptero da série televisiva dos anos 80, 'Airwolf'.
Edward Smith aceitou falar pela primeira vez sobre as suas preferências sexuais para um documentádio do canal televisivo norte-americano Channel 5.
Este trabalho televisivo irá dar a conhecer à generalidade da população a 'mecanofilia', nome desta obsessão por máquinas (bicicletas, veículos a motor, helicópteros e aviões) que é comum a algumas centenas de pessoas.
Na verdade, Smith faz parte de uma comunidade de cerca de 500 pessoas que se relacionam e trocam experiências maioritariamente através de fóruns na Internet.
Será que ele algum dia irá apaixonar-se e ir para cama com uma sedutora "1, 2, 3" da Moulinex ? Até me arrepio só de pensar nas consequências...

Sem comentários:

Enviar um comentário