terça-feira, 10 de maio de 2011

A minha NIKA faz 13 anos


Hoje é dia de festa. A minha gata Nika nasceu há precisamente 13 anos. Ia a passear com o meu filho num centro comercial quando passámos por uma loja de animais. Vimos duas bolas de pêlo. A Nika, persa tartaruga azul, vivaça e irrequieta, e a irmã preta e azul, mas muito calminha. Já tinha um gato em casa, o Bolacha, e não queria mais animais. Virámos as costas à Nika, que arranhava agilmente o vidro, como a pedir-nos: "Levem-me que sou boazinha". Uma semana depois lá continuavam as duas gatas com um letreiro onde se lia "80 contos". A bichana levantou-se e voltou a raspar a montra com as mãos muito felpudas. O meu filho olhou para mim e eu para ele. Entrámos na loja e ela sempre a seguir-nos com o olhar. A empregada abriu a "jaula" e a Nika saltou imediatamente para os braços do meu filho, onde se aninhou com um "rom-rom" com o som no máximo. Paguei e trouxe-mo-la para casa. Começou imediatamente a investigar todos os cantos do apartamento, sempre seguida pela curiosidade do Bolacha, que era terrível com os intrusos de quatro patas mas recebeu a nova companhia de patas abertas. 
A Nika, sempre muito irreverente e mexida, apropriou-se das instalações, promoveu o meu filho a dono e tem sido uma companhia com uma sensibilidade admirável. Sabe interpretar como ninguém o meu estado de espírito e já teve cinco ninhadas. A primeira vez que deu à luz chamou-me para ajudá-la. Era novinha e o Tomassas custava a sair das entranhas da mãe. Lavou-o e deixou-me pegar nele enquanto os outros dois esperavam a sua vez de entrar neste Mundo. Anda atrás de mim por todo o lado, como se fosse um cão, e tem a mania, dolorosa para mim, de trepar pelo meu corpo quando estou despido. Aiiiiiiiiiiiiiiiiii. Esteja quem estiver comigo na cama ela não dispensa o seu lugar ao lado da minha almofada e de noite deparo-me sempre com aqueles olhos enormes a observarem-me. 
Há uns anos, uma das minhas ex-companheiras, teve a infeliz ideia de me fazer um ultimato: "Ou eu ou a gata!". 
Claro que a gata continua comigo. Podia lá passar sem aquele montão de pêlo na minhda vida. Miau ! 

2 comentários:

  1. Haaaa que belezuraa ^^ me encatei com a história dessa lindona ai!
    Parabéns para ela,que tenha mais muitooos aninhos de vida =D

    ResponderEliminar
  2. Adorei a história! Parabéns á NIKA!Que ela conte muitos e felizes anos junto dos donos... Os intrusos/as que não gostarem dela, é isso mesmo... Indicar e acompanhar até á porta da rua... :)

    ResponderEliminar