quarta-feira, 15 de junho de 2011

Um pijama ARDENTE !


Pois é, vocês estão à espera de uma história picante...de algo ardente. Olá se foi. Até esta cena escaldante  eu usava pijama. Depois nunca mais. O meu centro espiritual é a casa de banho. Sentando no "trono" é onde tenho tomado as grandes decisões da minha vida. Pronto já sei tendo em conta o cenário imagino estão a gozar "ideias de merda". Algumas talvez, Mas não estou arrependido. Uma bela noite, alta madrugada, para variar, estava sentado naquele local sagrado e a ler uns papéis, quando decidi acender um cigarro. Não sei porque carga de água usei a caixa de fósforos em vez do isqueiro. Como tinha a mão esquerda ocupada com papelada, coloquei a caixa sobre o joelho, segurei-a só com o dedo mindinho e com três dos quatro dedos que sobravam risquei o fósforo na lixa da caixa, tipo cowboy no saloon, e zás...à terceira ou quarta tentativa explodiu a desejada chama. Não sei de que raio era feito o pijama, ainda me lembro que era verde, mas a verdade é que a faísca incendiou o pijama num ápice. Ó caros amigos, dei um salto com tudo a arder dos pés à cabeça mas lá consegui  despi-lo num segundo, antes que ficasse imolado pelo fogo...Xiça...No rescaldo da quase tragédia fiquei com os cabelos chamuscados, sem as pontas dos bigodes que então usava, uns cabelos do peito e das pernas carbonizados e mais alguns que não refiro porque o meu blogue não está interdito a menores de 18 anos...As minhas vizinhas de cima e dos lados devem ter ouvido uns desabafos mais obscenos que aqueles piropos do pessoal dos andaimes e a minha mulher da altura, quando me fui deitar, disse-me com aquela típica delicadeza feminina quando não estão viradas para a "coisa": "Chega-te para lá que cheiras mal".  Esteve de "castigo" uma semana. Mai nada ! 

Sem comentários:

Enviar um comentário