domingo, 15 de janeiro de 2012

A DESAPARECIDA...APARECEU !


A desaparecida, finalmente, apareceu. Já não era sem tempo. Em boa hora chegou. Andava murcho e cinzento...à beira de uma depressão cognitiva, sensitiva, objectiva e pelos sintomas também juízo-facultativa...
Mas das trevas da ausência fez-se luz da presença. Graciosa. Única. Mais-que-tudo e sobretudo de alguma-coisa. 
Hoje tivemos uma longa conversa via telemóvel. 
"Drimmm, drimmm, drimmm", tocou o meu. Atendi. Do outro lado uma voz lânguida, rouca: "Oláááá!". Respondi: "Alôôôô", no tom mais carinhoso que se pode arranjar quando se acaba de despertar. "Txoc!". Desligou-se o telemóvel. Acabaram-se os mimos...Até quando?... 

Sem comentários:

Enviar um comentário